Está em dúvida sobre como fazer o cancelamento de passagem aérea pela Azul? Se, por algum motivo, você não puder mais realizar a viagem planejada, vamos entender como proceder para cancelar o bilhete.

Muitas vezes há motivos imprevisíveis e que estão fora do seu controle, por mais que você tenha feito um planejamento. Então, nesses casos pode ser que você precise cancelar a viagem.

Independentemente do motivo, você pode cancelar a passagem com ou sem reembolso. Mas quais são as regras vigentes? É melhor cancelar ou remarcar o voo?

Continue lendo para esclarecer suas dúvidas!

Passo a passo do cancelamento de passagem aérea pela Azul

É possível fazer o cancelamento do bilhete aéreo da Azul pela internet, no site da própria empresa. Ou seja, você não precisa se deslocar a um estabelecimento da Azul para cancelar a passagem.

Confira abaixo como proceder:

-> Primeiro, você precisa acessar o site da Azul.

-> Depois, vá em Para Sua Viagem.

-> Agora, opte por Minhas Reservas.

-> Em seguida, digite Código de Reserva e o seu Último Nome. Você verá uma lista com os seus voos agendados.

-> Veja qual voo você pretende cancelar e clique nele.

-> Depois, encontre  a opção para cancelar e confirme.

-> Aguarde pelo ticket ou e-mail de confirmação.

Pronto, você já cancelou o voo! Esse procedimento de cancelamento de passagem aérea pela Azul é simples, pois o portal é bem intuitivo.

Se você não receber a confirmação do cancelamento, entre em contato com a empresa aérea para ter certeza de que a passagem foi cancelada.

Leia também: A Gol pode pagar o reembolso em até quantos meses?

Como funciona o cancelamento de passagem aérea pela Azul

É possível fazer o cancelamento da passagem com até 3 horas de antecedência do voo.

Porém, o valor que você vai receber de reembolso, bem como as tarifas, vai depender do tipo de bilhete adquirido, do dia da viagem e do tempo decorrido desde que a aquisição da passagem.

Isso porque existem diversos tipos de passagem com taxas diferenciadas. Na hora de comprar o bilhete, se você já sabe que há possibilidade de ter que cancelar ou remarcar depois, verifique qual se adequa melhor aos seus planos.

Caso você se arrependa de ter comprado o bilhete em 24 horas, e com 7 dias de antecedência da data da viagem, você pode pedir o reembolso integral. O reembolso acontecerá em até 12 meses na pandemia.

No entanto, se esse tempo ultrapassar 24 horas, a situação muda no cancelamento de passagem aérea pela Azul.

Nesse caso, a empresa estabelece uma taxa a ser cobrada pelo bilhete cancelado. Isso quer dizer que você não terá o reembolso integral.

Dessa forma, se o valor da passagem for menor que o da taxa, pode ser que você não consiga o reembolso.

Então, é válido mencionar que as taxas diferem de uma empresa aérea para outra. Além disso, elas podem variar segundo o tipo de bilhete adquirido.

Porém, com a pandemia, algumas empresas permitem cancelar a passagem sem cobrar taxas, o que depende também da data e do destino.

Leia também: Quanto tempo a cia aérea pode demorar para pagar meu reembolso?

Qual é o entendimento da Anac?

O art. 49 do Código de Defesa do Consumidor, segundo a Anac, não vale para passagens adquiridas online.

Veja o que diz o art. 49 do CDC:

“O consumidor pode desistir do contrato, no prazo de 7 dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou a domicílio".

Portanto, no caso de cancelamento de passagem aérea pela Azul ou de outras companhias, não se aplica o prazo de 7 dias para ter direito ao arrependimento e, sim, o prazo de até 24 horas após a compra da passagem.

Quanto ao prazo de 24 horas, as empresas aéreas adotam esse prazo para o direito de arrependimento, além da necessidade de haver 7 dias de antecedência da data do voo.

Confira o que diz o art. 11 da resolução 400 da Anac:

"O usuário poderá desistir da passagem aérea adquirida, sem qualquer ônus, desde que o faça no prazo de até 24 horas, a contar do recebimento do seu comprovante.

Parágrafo único. A regra descrita no caput deste artigo somente se aplica às compras feitas com antecedência igual ou superior a sete dias em relação à data de embarque".

Já quanto ao reembolso e às taxas, a Anac estabelece que, em caso de multa por voo cancelado, esse valor nunca pode ser maior que o da reserva do bilhete.

Isso vale, inclusive, em casos de promoções, quando o preço da passagem costuma ser bem mais barato.

Como é o procedimento para remarcar a passagem

Remarcar a viagem é outra alternativa ao cancelamento de passagem aérea pela Azul, caso aconteça algum imprevisto com a viagem. Portanto, é possível alterar a data e, também, o destino, seguindo as políticas da empresa aérea.

Logo, você precisa acessar o site ou buscar os canais de contato da empresa aérea. Para isso, é preciso informar o número do bilhete e o dia em que você deseja fazer a viagem.

Vale lembrar que, em geral, há cobrança de taxas nesse caso de remarcação da passagem. No entanto, com a pandemia houve mudanças também quanto às políticas de remarcação.

Dessa forma, algumas empresas aéreas possibilitam que você remarque o voo sem cobrar taxas. O prazo é de um ano depois da aquisição da passagem.

Leia também: Como solicitar meu reembolso pela Latam?

O que é melhor: cancelar ou remarcar a viagem?

A melhor decisão quanto a remarcar ou cancelar o voo pode variar de pessoa para pessoa. Porém, você pode usar alguns critérios para escolher o que é ideal para você.

Por exemplo, o cancelamento de passagem aérea pela Azul pode ser mais vantajoso se você desistiu da viagem de imediato e já sabe que no futuro não poderá realizá-la. Em outras palavras, você pode ter algum compromisso que te impeça de fazer a viagem.

Como dito, a desistência é até 24 horas acarreta o direito de reembolso interal.

Por outro lado, se você desistiu da viagem após 24 horas da compra, remarcar pode ser uma melhor opção, considerando que o reembolso não será integral. Isso será bastante útil também se você deseja realmente chegar ao destino e não quer cancelar a viagem.

Porém, se a viagem não for viável devido à Covid-19, é possível remarcar meses depois, considerando as possíveis estimativas de flexibilização de viagens na pandemia.

Vale lembrar que você pode também transferir sua passagem para outra pessoa, se, de fato, não puder embarcar. É preciso, contudo, consultar as condições tarifárias da companhia aérea.

Leia também: Como saber se meu voo foi cancelado e quais são os meus direitos?

Como decidir se você deve fazer o cancelamento de passagem aérea pela Azul

Caso você ainda esteja em dúvida se seria melhor remarcar ou cancelar a viagem, confira as dicas a seguir. Dessa forma, você vai avaliar melhor que decisão tomar sobre o cancelamento de passagem aérea pela Azul ou de outras companhias.

Dia da viagem

Devido à pandemia, o governo estabeleceu regras sobre cancelamento e remarcação de voos sem que haja cobrança de taxas. Na maioria das situações, é possível fazer esses procedimentos sem custos adicionais, embora haja exceções.

Portanto, veja qual é o dia marcado para a viagem e se você terá custos extras para cancelar ou remarcar.

Características da passagem

Há alguns tipos de passagens que não cobram taxa para remarcar o voo. Em geral, elas costumam ser mais caras quando você faz a compra. Porém, se você comprar essa passagem e decidir remarcar o voo, não terá nenhum custo adicional.

Por isso, é indicado que você saiba qual é o tipo de passagem que adquiriu, bem como as taxas de remarcação ou de cancelamento para o seu caso.

Veja se a remarcação é viável

Pode ser que haja condições que inviabilizem completamente a sua viagem.  O motivo é que, se você optar por remarcar, existe um prazo pré-definido. Na maioria das vezes, esse prazo é de um ano.

Ou seja, se você quiser viajar em uma data posterior, a remarcação será inviável. Logo, é importante que você confira essas condições também para saber se é melhor fazer o cancelamento de passagem aérea pela Azul.

Leia também: Como Comprovar Atraso de Voo: Resolva!

Conclusão

Com a pandemia, muitas pessoas tiveram que realocar seus planos de viagem ou mesmo cancelar um voo agendado. Embora a situação esteja se normalizando, ainda não é a mesma do período anterior à crise da Covid-19.

Então, antes de tomar uma decisão de cancelamento da passagem, analise bem todas as condições para saber qual solução é a melhor naquele momento.

Por exemplo, em alguns casos pode compensar mais remarcar o voo, enquanto em outros vale a pena cancelar. Vale lembrar também que, se você optar por usar créditos, o prazo de utilização é de 18 meses, sem ônus.

De todo modo, se você decidiu que a melhor opção é cancelar, você já sabe como é o passo a passo para fazer o cancelamento no site da Azul. Basta entrar no site e seguir as instruções explicadas neste artigo.

Conseguimos esclarecer suas dúvidas sobre alterações nos voos?

Se você teve problemas com empresas aéreas nos últimos 5 anos, entre em contato com a Liberfly!

Não se esqueça também de compartilhar este post com outras pessoas!