Nesse período de pandemia a viagem para diversos países sofreu limitações. Surge então a dúvida de quando será possível viajar para os Estados Unidos de novo, uma vez que o país costuma atrair milhares de turistas, inclusive brasileiros.

O presidente dos EUA, Joe Biden, estipulou restrições para viajantes que partem do Brasil. Se você tinha a intenção de levar seu filho para a Disney, conhecer a Calçada da Fama ou passar uns dias em Nova York, os ventos não estão favoráveis.

As pessoas que passaram por terras brasileiras nos últimos 14 dias estão proibidas de entrar em solo americano. Continue lendo para entender melhor o tema.

Como estão as restrições para entrada de brasileiros nos EUA?

A regra se aplica não exatamente para passageiros de nacionalidade brasileira, e sim para todos os viajantes que saírem do Brasil e tenham como destino os Estados Unidos.

Ou seja, qualquer pessoa que tenha passado por aqui nos últimos 14 dias. Isso não significa que todos os brasileiros não possam ir para os Estados Unidos.

Mas estão proibidos se no período mencionado estiveram aqui e também em outros países.

Países proibidos

Entre os países que foram alvo de restrições, estão os do Espaço Schengen, como França, Alemanha, Itália, Portugal, Suíça. E também Reino Unido, Irlanda, África do Sul, China e Irã.

E, como dito, a lista inclui o Brasil. Portanto, a medida é bem restrita no momento e essa não é a melhor fase para preparar as malas em uma viagem para a terra do Tio Sam.

Pensando nisso, é preferível optar por destinos no Brasil e em locais isolados, sem aglomeração de pessoas.

Uma boa alternativa é, por exemplo, conhecer os hotéis mais luxuosos do Brasil.

Você pode ficar o tempo todo da viagem apenas curtindo o conforto de hotéis incríveis, com acomodações excepcionais, sauna, piscina, boa comida e ótimo atendimento.

Incertezas: quando será possível viajar para os Estados Unidos de novo

Se a sua dúvida é sobre quando será possível viajar para os Estados Unidos de novo, esse cenário de incertezas tem como principal motivo o estado atual de vacinação no Brasil.

O quadro vigente no país contribuiu para que o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos emitisse o sinal vermelho.

Portanto, os EUA colocaram o Brasil entre os principais países centros de contágio de Covid-19.

A medida havia sido revogada por Donald Trump antes do fim do mandato, mas o atual presidente Joe Biden a restabeleceu.

Além disso, a situação de pandemia é muito volátil e as regras podem ficar ainda mais restritivas, dependendo de como será o desenrolar da pandemia no país.

Na atual fase, pode entrar nos EUA quem possui Green Card, além de cidadãos americanos, marido ou esposa de cidadão americano e filhos de cidadãos americanos.

Quem tem permissão para entrar nos Estados Unidos?

Na atual fase, pode entrar nos EUA quem possui Green Card, além de cidadãos americanos, marido ou esposa de cidadão americano e filhos de cidadãos americanos.

Também é permitida a entrada para viajantes com documentos emitidos por autoridades americanas, integrantes das Forças Armadas e pais de menores de 21 anos com nacionalidade americana.

Ainda, podem entrar nos EUA estudantes com determinados vistos e passageiros com vistos como A-1, A-2, C-1, C-2, entre outros.

Há exceções para brasileiros entrarem nos EUA?

Sim, existem algumas exceções, como as apresentadas no tópico anterior. Para isso, é necessário que fique em isolamento por duas semanas.

Além da quarentena de 14 dias, é necessário ter um teste negativo para Covid-19 e preencher um formulário antes de embarcar.

Você pode optar também por passar 14 dias em outro país que não seja alvo da restrição.

Muitos brasileiros têm adotado como opção a entrada pelo México. É um caminho alternativo, no qual se permanece por 14 dias de quarentena e, então, é feito o pedido de entrada.

Para quem deseja saber quando será possível viajar para os Estados Unidos de novo, essa pode ser uma saída. Porém, há proibição para visto de turista.

Posso tirar o visto americano?

Outro ponto importante é que o seguinte. O processo de  tirar visto americano está suspenso e sem previsão para voltar. Ou seja, as embaixadas e os consulados não estão emitindo o documento para o país.

Então, caso ainda não tenha o seu visto, será muito difícil viajar para lá por enquanto.

A tendência é que embaixadas e consulados também mantenham portas fechadas, a não para atender cidadãos americanos e para emitir vistos em caso de urgência humanitária. Inclusive, diversas entrevistas já foram adiadas.

Que requisitos são necessários para entrar nos Estados Unidos?

Para reforçar, as exigências para entrar nos Estados Unidos são:

-> Estar na lista de países autorizados

-> Ter o visto

-> Teste PCR negativo, feito até 72 horas antes do embarque

-> Preenchimento de formulário

-> Atender as regras de no mínimo 14 dias de quarentena

Quando será possível viajar para os Estados Unidos de novo?

Diante do atual cenário, não há como saber quando os EUA abrirão as fronteiras novamente.

Muito provavelmente isso só acontecerá quando o quadro de vacinação se mostrar mais estável. Para turismo, a previsão é ainda mais difícil.

No entanto,  os EUA se encontram em uma situação mais favorável de vacinação no combate à Covid-19. Há expectativas para que isso contribua para a frear o contágio do vírus e para a reabertura a estrangeiros.

No momento, os EUA ainda têm grande número de casos de coronavírus.

Então, se você está em dúvida sobre quando será possível viajar para os Estados Unidos de novo, o jeito é planejar seu roteiro de viagem e aguardar uma melhora no quesito pandemia.

Diante do atual cenário, não há como saber quando os EUA abrirão as fronteiras novamente.

Preciso remarcar ou cancelar minha viagem para os EUA?

Verifique com a sua companhia aérea se o seu voo foi cancelado por conta do coronavírus.

Em todo caso, é bom saber que as probabilidades são grandes de ter que adiar a viagem como medida de segurança e de saúde.

Caso sua viagem não tenha sido cancelada, é recomendado que você busque por opções de remarcação ou de reembolso da passagem.

Leia também: Como solicitar o reembolso da minha passagem

Além disso, é interessante que você saiba qual é o prazo para cancelamento da passagem aérea e as eventuais taxas.

Por exemplo, se você não puder embarcar e optar por usar créditos, ficará isento de multas nesse período de pandemia, segundo as atuais normas brasileiras.

E se eu quiser comprar passagem para os Estados Unidos para uma viagem futura?

Nesse caso, entenda como são as políticas tarifárias da companhia quanto ao reembolso, caso tenha que desistir da passagem.

No caso do reembolso, será concedido no prazo de 12 meses até 31 de outubro deste ano. Porém, a partir de 1 de novembro, voltarão as regras anteriores à pandemia. Ou seja, o reembolso deverá ser no prazo de 7 dias.

Nesse sentido, pode ser mais interessante que você compre uma passagem para uma data posterior a 1 de novembro.

Contudo, esses prazos também podem mudar no que se refere à legislação brasileira.

Então, é uma decisão sujeita a volatilidades. Não há como saber quando será possível viajar para os Estados Unidos de novo sem restrições.

Tenho permissão para ir aos Estados Unidos, que atividades estão abertas?

Se você se inclui na lista de pessoas que podem entrar nos Estados Unidos, responder à questão de  quando será possível viajar para os Estados Unidos de novo é um pouco mais simples.

É  interessante saber que as regras para frequentar ou permanecer em determinados locais varia de estado para estado.

De modo geral, o uso de máscaras continua obrigatório em viagens de avião e em transportes públicos.

Você pode acompanhar o que está fechado ou aberto nos EUA neste mapa.

Washington

Por exemplo, em Washington o governador liberou a abertura dos limites de capacidade interna para 50% de pessoas.

Serão permitidas atividades no estado de lojas de varejo, restaurantes, cabeleireiros, cultos religiosos, teatros, recreação ao ar livre e museus a partir de 1 de maio. O funcionamento de casas noturnas ainda continua proibido.

Nova York

Já em Nova York, houve permissão para abertura de diversas atividades relacionadas a negócios. Após 26 de abril, os cinemas, inclusive, aumentarão a capacidade para 33%.

Além disso, museus e zoológicos terão aumento de 50% da capacidade. Escolas e universidades poderão realizar formaturas com limitações depois de 1 de maio.

As medidas de abertura se aplicam a lojas de varejo, shoppings, restaurantes, salões de beleza, igrejas, teatro ao ar livre, resorts de esqui e outros.

Califórnia

Quero ir para a Califórnia, quando será possível viajar para os Estados Unidos de novo? Se você possui os requisitos de entrada, pode viajar para o estado americano.

Na Califórnia, a partir de 15 de abril serão permitidos eventos ao vivo, o que varia para cada condado.

As restrições para negócios continuam até 15 de junho, a depender dos níveis de internação por Covid-19.

Em grande parte das cidades, a abertura se aplica a salões de beleza, igrejas, parques, museus e cinema.

Conseguimos esclarecer suas dúvidas?

Se você teve problemas com voos aéreos nos últimos 5 anos, entre em contato com a Liberfly!