De repente, você chegou ao aeroporto com antecedência e o voo está atrasado. Ou talvez você tenha comprado um bilhete, tinha uma programação definida e ele foi cancelado. Para esses casos, daremos dicas para passageiros afetados por cancelamentos ou atrasos de voos.

Às vezes o atraso é apenas uma questão de minutos, mas outras vezes é de horas e horas de espera, com consideráveis ​​transtornos.

Não importa se é uma viagem a trabalho ou a lazer. Chegar ao seu destino como programado é algo que a maioria dos viajantes espera ao utilizar serviços aéreos.

No entanto, o mau tempo, problemas de segurança ou a pandemia podem trazer certos imprevistos.

Então, é importante saber o que fazer nesses casos. E, dependendo da situação, você pode receber uma compensação financeira .

Continue lendo para saber as dicas do que fazer nesses casos!

Dicas para passageiros afetados por cancelamentos ou atrasos de voos

1 - Conheça os seus direitos

Para reparar atrasos em viagens, é essencial conhecer seus direitos. Logo, é preciso entender o motivo do atraso do voo ou do cancelamento para saber se seus direitos foram infringidos.

Por isso, acompanhe essas dicas para passageiros afetados por cancelamentos ou atrasos de voos.

Por exemplo, se tiver havido um atraso por falhas de segurança, verifique o contrato da transportadora para ter mais detalhes sobre esses casos. Eles podem variar de acordo com a companhia aérea.

E, mesmo que o atraso ou cancelamento for devido a uma situação fora do controle da companhia aérea, como mau tempo, isso não isenta a emprsa de prestar assistência aos passageiros.

Atualmente, porém, existe uma maior flexibilidade para as companhias no cancelamento de viagens, devido à pandemia. É o caso de prazo de reembolsos estendidos, por exemplo, que passou a ser de 12 meses.

2 - Peça assistência material

Não existe nada pior do que ficar em uma sala de espera sem saber quando vai poder embarcar, não é mesmo?

Imagina ficar no aeroporto por 4 horas ou mais, enquanto esse tempo já seria suficiente para que você já tivesse chegado ao destino?

Por isso, você pode seguir essas dicas para passageiros afetados por cancelamentos ou atrasos de voos.

Seu voo foi cancelado e você nem sabe quando poderá remarcar?

Então, você pode pedir assistência material no aeroporto. Ela também vale para casos de negativa de embarque e interrupção do voo.

Essa assistência é gratuita para o passageiro, pois os custos são da companhia aérea. Além disso, o tipo de assistência varia de acordo com o tempo de espera.

Funciona da seguinte forma:

->  Depois de 1 hora: direito à comunicação, como internet e telefone.

->  Após 2 horas: direito à alimentação, como voucher, refeição, lanches.

-> Depois de 4 horas: direito à serviço de hospedagem (em caso de pernoite) e transporte de ida e volta, se a cidade não for a da própria residência do passageiro.

Porém, caso haja fechamento de fronteiras por estipulação de autoridades, a empresa não é obrigada a oferecer assistência material.

3 - Vá ao balcão para saber os motivos do atraso ou do cancelamento

Vamos ver mais dicas para passageiros afetados por cancelamentos ou atrasos de voos.

Quando ocorrer um atraso no aeroporto, não fique apenas na sala de embarque esperando a situação se normalizar.

Procure os funcionários da companhia aérea, no próprio balcão da empresa, para saber as razões do atraso.

Dessa forma, você poderá ter uma ideia se a empresa aérea foi a responsável pelo atraso ou cancelamento.

Pode ser que tenha havido problemas de tripulação insuficiente ou mesmo questões técnicas. Esses são casos em que você pode conseguir pode conseguir indenização.

Por outro lado, condições climáticas não costumam gerar compensação financeira.

4 - Guarde provas: dicas para passageiros

Entre as dicas para passageiros afetados por cancelamentos ou atrasos de voos, essa é bem relevante.

É importante que você guarde os documentos de viagem, como, por exemplo, número do bilhete aéreo e cartão de embarque.

Além disso, você pode tirar prints de e-mails de confirmação do voo e do pagamentos enviados pela empresa.

Outro documento que você pode guardar é a Declaração de Cancelamento de Voo. Ela também é conhecida por Declaração de Contingência.

Trata-se de um documento que a empresa aérea emite para registrar problemas de voos cancelados.

Portanto, é um dever para a companhia, segundo a Anac, informar o consumidor sobre as razões do atraso ou do cancelamento.

Dessa forma, essa declaração é muito útil caso você queira pedir uma indenização posteriormente. Em outras palavras, é uma prova essencial para que você seja recompensado financeiramente.

5 - Colete evidências do atraso

Quando você estiver aguardando seu voo atrasado, tire fotos dos painéis para provar o atraso ou novo horário previsto.

Além disso, há outras dicas para passageiros afetados por cancelamentos ou atrasos de voos.

Você pode tirar fotos das outras pessoas esperando na sala de embarque e gravar vídeos também.

Dessa forma, você terá evidências para fazer sua reclamação ou para pedir indenização.

Tire também uma foto na hora que o avião pousar e as portas abrirem, que é a hora oficial da chegada.

Vale lembrar também que se você perdeu um compromisso importante ou se sofreu danos morais, guarde evidências também do ocorrido.

6 - Peça indenização: dicas para passageiros

Em vez de aceitar uma negociação direta com a companhia aérea por um valor bem menor do que teria direito, você pode optar por pedir uma indenização.

Para quem não sabe, os casos mais frequentes para voos cancelados são, por exemplo:

->  Congestionamento aéreo.

->  Mau tempo.

->  Overbooking.

->  Manutenção não programada e problemas mecânicos.

->  Falta de tripulação.

-> No-Show (cancelamento da passagem de volta).

Porém, não importa qual é o motivo. A empresa deve sempre fornecer assistência, como já dito antes. Em outras palavras, se você não receber a assistência material, pode ser indenizado também.

Essas são importantes dicas para passageiros afetados por cancelamentos ou atrasos de voos.

Contudo, mesmo se houver prestação de assistência, você ainda pode receber compensação financeira. Em especial, nos casos de atrasos maiores que 4 horas no aeroporto.

De acordo com a jurisprudência, se houver voo atrasado por mais de 8 horas, por exemplo, trata-se de um dano moral.

Isso porque você provavelmente terá que pernoitar na cidade, poderá enfrentar estresse com filas e ter que lidar com a falta de informações sobre os motivos do atraso.

Sem contar que você poderá perder horas valiosas das suas férias ou de qualquer compromisso que tenha no destino.

Só não se configura dano moral se houver caso fortuito ou força maior. Portanto, vale mencionar que a lei 14.034/20 estabelece que os danos morais precisam de comprovação para que você seja indenizado.

Então, além de fotos e vídeos do ocorrido, você pode coletar depoimentos também no aeroporto.

7 - Evite negociações que caracterizem renúncia a direitos

Mais dicas para passageiros afetados por cancelamentos ou atrasos de voos!

Provavelmente alguém já te falou antes para não assinar documentos sem saber do que se trata, não é verdade?

Logo, caso a companhia aérea solicite que você assine algum documento, é importante que você leia tudo para evitar se comprometer com algo que signifique a sua perda de direitos.

Então, não assine por impulso! Veja se não é uma negociação na qual você receberá algo muito menor do que poderia receber.

É verdade que grande parte dos passageiros desconhecem os direitos que possuem. Por isso, é importante que você se informe antes de viajar. Assim, saberá o que fazer em momentos como esse.

Logo, evite que a empresa aérea tire proveito da situação por um desconhecimento que você possa ter.

8 - Peça reembolso da passagem: dicas para passageiros

Você já está no aeroporto esperando há um tempinho e decidiu que é melhor pedir o reembolso?

Sim, essa opção é possível. E está entre as dicas para passageiros afetados por cancelamentos ou atrasos de voos.

Caso a companhia não informe esse prazo de validade do reembolso, ele é de um ano a partir da emissão do bilhete.

Em outras palavras, os passageiros que fazem o cancelamento para pedir reembolso podem receber o valor integral ou parcial.

Isso pode variar de acordo com o instante em que foi feita a solicitação. Então, se você não quiser ter nenhum custo com tarifas, faça o pedido em até 24 horas depois da compra.

Nesse caso, não necessariamente a razão será atraso de voo, pois você nem estará no aeroporto. Este reembolso sem taxas deve ser feito 7 dias antes do embarque.

Porém, para prazos maiores que 24 horas, costuma haver cobranças de tarifas para reembolso.

Em todo caso, pode ser que compense mais para você cancelar do que ficar esperando o próximo voo.

9 - Embarque em um voo de outra companhia

Entre as dicas para passageiros afetados por cancelamentos ou atrasos de voos, essa às vezes é esquecida.

Se o voo foi cancelado, você pode solicitar o embarque em outro voo da mesma companhia.

No entanto, caso não haja voos disponíveis, você pode solicitar à companhia área que seja acomodado em um voo de outra empresa, sem custos para isso.

Para isso, é preciso que seja o mesmo destino. Além disso, se houver escalas, deve ser a mesma escala que você havia planejado.

Outra opção é remarcar o voo para o horário e data que você desejar, também sem custos extras.

Nesse último caso, porém, você não terá direito a assistência material.

10 - Guarde recibos de despesas adicionais

Se além do inconveniente de ter que esperar o seu voo você teve gastos adicionais, poderá ser ressarcido depois.

Então, guarde os recibos para comprovação. Isso vale para hospedagem, internet, alimentação ou qualquer outro gasto que você não precisaria ter se a sua viagem tivesse sido no horário previsto.

Para evitar que os recibos e notas percam o valor com o tempo, por deterioração, faça uma foto deles para ter provas digitalizadas.

Por fim, se você teve problemas com empresas aéreas nos últimos 5 anos, entre em contato com a Liberfly!