Como comprovar atraso de voo [Principais dúvidas]

Não tem para onde correr, eventualmente um dos seus voos irão atrasar. Este é o problema mais comum com passageiros em aeroportos.

Contudo, você não precisa aceitar isso passivamente, é possível fazer com que a companhia aérea arque com as consequências do atraso e te compense até financeiramente.

Sendo assim, para garantir os seus direitos, é necessário saber como comprovar atraso de voo e foi justamente para te ajudar com isso que criamos este texto.

Veja abaixo um compilado das principais dúvidas a respeito dessa temática e também quais são os seus direitos em caso de atraso de voo.

Como comprovar o atraso de voo?

Confira abaixo as principais formas de comprar um voo atraso:

1) Através dos cartões de embarque

Caso você tenha sido trocado de voo nesse processo, uma das formas mais eficientes de comprovar essa movimentação é através dos cartões de embarque.

Nesses casos, os cartões de embarque do voo cancelado e do novo voo em que houve realocação servem como prova.

2) Declaração de contingência ou cancelamento

Assim que ficar sabendo do problema com o seu voo, uma das atitudes mais assertivas é falar diretamente com um funcionário da companhia aérea e solicitar uma declaração de contingência ou cancelamento.

Caso você não consiga o documento através no aeroporto, é possível solicitar através do SAC da companhia. O que ela não pode fazer é se negar a dar acesso à informação.

Caso isso aconteça, é possível registrar uma reclamação no site da ANAC e fortalecer ainda mais o seu caso.

3) Colete outras provas

Além das provas físicas que você pode adquirir diretamente da companhia aérea, há também outros comprovantes que fortalecem o seu caso.

O e-mail de confirmação de compra das passagens é um ótimo exemplo deles.

Além disso, o atraso no voo pode causar outras consequências na vida do passageiro como a perda de um compromisso no destino da viagem, mas não somente.

Em alguns casos, é necessário gastar com alimentação e hospedagem, sendo assim, guarde o recibo de absolutamente todos os gastos em decorrência da falha da companhia.

Isso irá fazer uma enorme diferença para conseguir uma indenização maior.

Resumidamente

De forma resumida, esses são os documentos que você deve ter em mãos para comprovar um atraso de voo:

●       Cartões de embarque do voo cancelado;

●       Cartões de embarque do voo em que você foi remanejado;

●       E-mails enviados pela companhia (comprovante de compra, check-in etc.);

●       Declaração emitida pela empresa;

●       Gravações de áudio e/ou vídeo;

●       Comprovantes de gastos em decorrência do atraso.

Uma boa prática quando se lida com todos esses documentos é tirar fotos de todos, assim, tem-se uma versão digital de todos eles.

Ademais, vale salientar que não precisa de todos esses documentos para buscar compensação financeira.

Então, caso sua lista não esteja completa, não precisa se preocupar, você ainda pode receber os seus direitos.

Atraso de voo: quais são seus direitos?

Você conhece os seus direitos no caso de um atraso de voo? Se você quer saber como comprovar essa situação, certamente sabe que pode receber compensação monetária.

Contudo, esse é o seu único direito? Descubra abaixo todos eles.

Direito à informação

Esse é o direito mais básico em toda essa relação. A companhia aérea tem o dever de te manter informado a respeito dos motivos que ocasionaram o atraso.

Seja por condições meteorológicas, questões logísticas da empresa ou qualquer outro motivo, você precisa ser devidamente informado sobre o que aconteceu.

Não somente, é necessário informar sobre a previsão para o próximo voo a cada 30 minutos.

Isso é muito importante porque a depender do tempo de atraso, você tem ainda outras garantias.

Direito a assistência material

Caso você fique esperando mais de uma hora para o próximo voo, a companhia aérea precisará arcar com alguns custos, veja:

●       A partir de uma hora de atraso: pagar custos com internet ou telefone e atendimento prioritário;

●       A partir de duas horas: arcar com custos de alimentação condizentes com o horário;

●       A partir de quatro horas: hospedagem e translado de ida e volta.

Um ponto interessante aqui, é que se a pessoa tiver domicílio na cidade, a empresa deve oferecer transporte até a residência do consumidor e de volta para o aeroporto.

Tenha em mente que essa assistência é um direito seu e se a companhia se negar a oferecer, você pode registrar uma reclamação no site da ANAC ou consumidor.gov.br.

Ser reacomodado a sua discrição

Caso o seu voo tenha atrasado mais de 4 horas, você pode simplesmente solicitar a reacomodação em outro voo de sua escolha.

Também é possível solicitar pelo voo de outra companhia que tenha a mesma rota do primeiro voo.

Danos morais

Um atraso superior a 4 horas é sinônimo de dano moral em favor do passageiro.

Para perseguir esse direito, você precisará comprovar o atraso do voo, sendo assim, a lista de documentos que listamos anteriormente é essencial para o seu caso.

Reembolso

Outra possibilidade no caso de um atraso é solicitar o reembolso integral do valor pago na passagem aérea.

Contudo, pense bem antes de tomar essa decisão, porque uma vez que o dinheiro seja devolvido, as demais responsabilidades da empresa são encerradas.

Sendo assim, fique de olho!

Principais motivos para atrasos de voos

Ficou curioso sobre quais são os principais motivos de atraso de voos? Abaixo você encontra uma lista com os principais:

●       Manutenções não planejadas

O imprevisto pode sempre acontecer, sendo assim, o avião pode precisar passar por alguma manutenção não planejada.

●       Condições meteorológicas

O clima nem sempre combina com a sua viagem, o tempo fechado pode atrasar voos por horas.

●       Overbooking

O overbooking é a venda de mais passagens do que o avião pode acomodar. Isso é uma prática legal, contudo, a empresa deve prestar todas as assistências que falamos neste artigo.

Fique sempre atento aos seus direitos e utilize uma das formas que falamos neste texto para comprovar o atraso do seu voo.

Até a próxima.

Leia: Bagagem Extraviada:  O que fazer, direitos e 5 dicas para evitar 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.