Dicas de Viagem

7 coisas que não podem ser despachadas em um voo

Ao fazer uma viagem e preparar sua mala, você deve saber as coisas que não podem ser despachadas em um voo.

Dessa forma, você evita transtornos como ser barrado na inspeção e não poder ir para a sala de embarque.

As companhias aéreas e a própria Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) regulamentam essa questão.

A lista de itens proibidos a seguir não é exaustiva. A Anac pode sempre atualizá-la se considerar necessário. Confira quais são esses elementos proibidos!

1. Armas de brinquedo e estilingues

As pistolas, as armas de fogo e dispositivos que lancem projéteis não podem ser levados em sua bagagem.

Nem mesmo armas de brinquedo e estilingues podem estar entre os seus pertences na viagem. Também não é permitido embarcar com imitações de arma de fogo, que podem ser confundidas com armas de verdade.

Segundo a resolução 515/19 da Anac, segue abaixo a lista dos itens proibidos nessa categoria:

-> Pistolas, revólveres, carabinas, espingardas e quaisquer armas de fogo

-> Armas de brinquedo, réplicas ou imitações de armas de fogo

-> Componentes de armas de fogo, excluindo miras telescópicas

-> Armas de pressão por ação de ar e gás comprimido ou por ação de mola, tais como armas de paintball, airsoft, pistolas e espingardas de tiro a chumbo ou outros materiais

-> Pistolas de sinalização e pistolas de partida esportiva

-> Bestas, arcos e flechas

-> Armas de caça submarina, tais como arpões e lanças

-> Fundas e estilingues

Sobre as coisas que não podem ser despachadas em um voo, é dispensada a inspeção de segurança dos agentes públicos que possuam a prerrogativa legal para portar arma de fogo.

Eles devem portar a credencial para circular nas áreas restritas e devem estar de acordo com os critérios estabelecidos.

2. Lâmina de barbear

Objetos pontiagudos ou cortantes também não podem ser levados em bagagens. Isso porque a ponta afiada e suas arestas podem causar ferimentos graves.

Lâminas de barbear, tesouras grandes ou instrumentos de trabalho, como machados, não podem ser colocados na mala.

Veja a lista desses itens proibidos:

-> Machados, machadinhas e cutelos

-> Piolets e picadores de gelo

-> Estiletes, navalhas e lâminas de barbear, excluindo aparelho de barbear em cartucho

-> Facas e canivetes com lâminas de comprimento superior a 6 cm

-> Tesouras com lâminas de comprimento superior a 6 cm medidos a partir do eixo

->Equipamentos de artes marciais pontiagudos ou cortantes

-> Espadas e sabres

-> Instrumentos multifuncionais com lâminas de comprimento superior a 6 cm

3. Isqueiros de maçarico

Entre as coisas que não podem ser despachadas em um voo, os isqueiros de maçarico são proibidos.Materiais explosivos ou inflamáveis não podem ser despachados em sua mala.

Se você é fumante ou precisa de isqueiros por outros motivos, os permitidos são os com gás fluido com comprimento inferior a 8 cm, na quantidade máxima de um por pessoa.

Além disso, você pode levar fósforos, em embalagem com capacidade não superior a 40 palitos, e uma caixa por pessoa.

Outra questão é quanto aos fogos de artifício. Mesmo que você queira levá-los para o réveillon ou para outra festividade, o transporte desse material não é permitido em voos.

O motivo é que eles podem causar ferimentos graves e comprometer a segurança da aeronave.

Uma regra que poucas pessoas sabem sobre as coisas que não podem ser despachadas em um voo é que até desodorantes podem sofrer restrição.

Os aerossóis para asseio pessoal não podem exceder a quantidade de quatro frascos por pessoa. O conteúdo, em cada frasco, deve ser menor que 300 ml ou 300 g.

Os itens listados pela Anac como proibidos nessa categoria de substâncias e dispositivos explosivos são:

-> Munições

-> Espoletas e fusíveis

-> Detonadores e estopins

-> Réplicas ou imitações de dispositivos explosivos

-> Minas, granadas e outros explosivos militares

-> Fogos de artifício e outros artigos pirotécnicos

-> Botijões ou cartuchos geradores de fumaça

-> Dinamite, pólvora e explosivos plásticos

-> Substâncias sujeitas a combustão espontânea

-> Sólidos inflamáveis

-> Líquidos inflamáveis, tais como gasolina, etanol, metanol, óleo diesel e fluido de isqueiro

-> Aerossóis e atomizadores, exceto os de uso médico ou de asseio pessoal

-> Gases inflamáveis, tais como metano, butano, propano e GLP

-> Substâncias que, em contato com a água, emitem gases inflamáveis

-> Cilindros de gás comprimido, inflamável ou não, tais como cilindros de oxigênio

-> extintores de incêndio

-> Isqueiros do tipo maçarico, independente do tamanho

4. Produtos de limpeza

No quarto item da lista de coisas que não podem ser despachadas em um voo estão os produtos de limpeza. Materiais que podem ameaçar a saúde dos passageiros e a segurança da própria aeronave são sempre proibidos.

É o caso de substâncias químicas, tóxicas e outros itens similares. Essa proibição é semelhante a de materiais explosivos e inflamáveis vistos acima.

Então, você não pode carregar na mala produtos como alvejantes e cloro. Deixe, então, para comprar esses itens no seu destino.

Além disso, as baterias também estão entre os itens perigosos. Embora você possa levar seu notebook ou sua câmera fotográfica, esses itens precisam ser levados na bagagem de mão.

Os itens desse grupo proibidos para transporte na bagagem são:

-> Cloro para piscinas e banheiras

-> Alvejantes líquidos

-> Baterias com líquidos corrosivos derramáveis

-> Mercúrio, exceto em pequena quantidade presentes no interior de instrumentos de medição térmica (termômetro)

-> Substâncias oxidantes, tais como pó de cal, descorante químico e peróxidos

-> Substâncias corrosivas, tais como ácidos e alcalóides

-> Substâncias venenosas (tóxicas) e infecciosas, tais como arsênio, cianetos, inseticidas e desfolhantes

->l Materiais infecciosos, ou biologicamente perigosos, tais como amostras de sangue infectado, bactérias ou vírus

-> Materiais radioativos (isótopos medicinais e comerciais)

5. Tacos de sinuca e bilhar

O quinto item da lista de coisas que não podem ser despachadas em um voo inclui tacos. Você está planejando uma partida de sinuca no seu destino? Então, sabia que você não pode levar tacos de sinuca e bilhar entre os itens da sua bagagem.

A Anac classifica esse objeto como instrumento contundente. Ou seja, que pode causar

ferimentos graves se utilizado para agredir alguém fisicamente.

Incluem-se na proibição:

-> Tacos de beisebol, pólo, golfe, hockey, sinuca e bilhar

-> Cassetetes, porretes e bastões retráteis

-> Equipamentos de artes marciais contundentes

-> Soco-inglês

6. Furadeiras e brocas

Determinadas ferramentas de trabalho não podem ser transportadas na mala. Caso esteja pensando em fazer algum reparo que utilize furadeira no local de destino, não é permitido levar furadeiras e brocas.

Essas ferramentas podem causar ferimentos graves e, por precaução, não são permitidas durante o voo.

Outros utensílios proibidos são:

-> Pés-de-cabra e alavancas similares

-> Furadeiras e brocas, incluindo furadeiras elétricas portáteis sem fios

-> Ferramentas com lâmina ou haste de comprimento superior a 6 cm que podem ser utilizadas como arma, tais como chaves de fendas e cinzéis

-> Serras, incluindo serras elétricas portáteis sem fios

-> Maçaricos

-> Pistolas de cavilhas, pistolas de pregos e pistolas industriais

-> Martelos e marretas

7. Sprays de pimenta

O sétimo item da lista de coisas que não podem ser despachadas em um voo é o spray de pimenta. Dispositivos neutralizantes que têm o intuito de defesa, para atordoar ou imobilizar alguém, não podem ser carregados no voo.

Estão nesse grupo:

-> Dispositivos de choque elétrico, tais como armas de choque elétrico e bastões de choque elétrico

-> Dispositivos para atordoar e abater animais

-> Químicos, gases e aerossóis neutralizantes ou incapacitantes, tais como spray de pimenta, gás lacrimogêneo, sprays de ácidos e aerossóis repelentes de animais

O que acontece se você levar coisas que não podem ser despachadas em um voo?

Durante a inspeção de segurança, se os agentes encontrarem algum item proibido, alguns procedimentos são realizados.

Mesmo que o objeto seja lícito, ou seja, permitido por lei, se o item for proibido o passageiro terá acesso negado à sala de embarque.

Se ele se desfizer do item, poderá embarcar normalmente.

Quando há suspeita de objeto ilícito, ou seja, proibido por lei, o acesso à sala de embarque também será negado.

Nesse caso, o órgão de segurança pública do aeroporto será acionado. Se o passageiro tiver tentado ocultar coisas que não podem ser despachadas em um voo, também a polícia do aeroporto avaliará a situação.

Os passageiros podem passar por inspeção aleatoriamente e sempre que for julgado necessário.

Além da busca pessoal, pode haver inspeção manual da bagagem de mão e a utilização de detectores próprios que verifiquem a presença de elementos não permitidos.

Nesse procedimento de segurança, as crianças de colo são também retiradas do carrinho para inspeção do pórtico no detector de metais.

Já os passageiros com necessidade especial têm prioridade na inspeção.

Os tripulantes e empregados do aeroporto também são inspecionados antes de entrarem nas áreas restritas de segurança.

Como é a inspeção para voos internacionais?

No caso de viagens para o exterior, mesmo os que tenham etapas domésticas, ou que necessitem de sala de embarque para voos internacionais, há restrições também.

Essas restrições são quanto ao transporte de substâncias líquidas, incluindo géis, pastas, cremes, aerossóis e similares nas bagagens de mão.

Entre as regras previstas de coisas que não podem ser despachadas em um voo, está a de que todos os líquidos deverão ser conduzidos em frascos com capacidade de até 100 ml.

O mesmo vale para líquidos adquiridos em free shops, com exceção dos adquiridos em free shops de outros países. Ou a bordo de aeronaves por passageiros em conexão internacional.

Nesses casos, eles precisam estar dispostos em embalagens plásticas seladas padronizadas, com o recibo de compra à mostra com menos de 48 horas do horário do voo de conexão.

Além disso, devem ser inspecionados no canal de conexão internacional por meio de sistema de detecção de líquido explosivo.

Portanto, de modo geral,  líquidos conduzidos em frascos com volume acima de 100 ml não poderão ser transportados, mesmo se o frasco estiver parcialmente cheio.

Todos os frascos deverão ser colocados em uma embalagem plástica transparente, que possa ser fechada, contendo capacidade máxima de 1 litro. Eles deverão estar dispostos com folga dentro da embalagem fechada.

A embalagem plástica deverá ser apresentada para inspeção visual no ponto de inspeção de embarque de passageiros. É permitida somente uma embalagem plástica por passageiro.

Nessa categoria, entre as coisas que não podem ser despachadas em um voo, as exceções são para artigos medicamentosos com a devida prescrição médica.

E também para a alimentação de bebês e líquidos de dietas especiais. A quantidade deve ser a necessária para o período total de voo, incluindo eventuais escalas, devendo ser apresentados no momento da inspeção.

Para transportar frascos vazios, não há restrições.

Vimos, então, que itens você não pode colocar na sua mala, o que acontece se houver descumprimento e algumas medidas para voos internacionais.

Deixe abaixo seu comentário e compartilhe este post com seus amigos!

Se você teve algum problema com seu voo nos últimos cinco anos, entre em contato com a Liberfly para conseguir uma indenização!

Author image

Sobre LiberFly