Ninguém gosta de passar pela situação de ter a mala extraviada, embora isso possa acontecer mais frequentemente do que se imagina. Por isso, neste post vamos dar 5 dicas para proteger sua bagagem.

Durante uma viagem aérea, há centenas de malas sendo transportadas. No meio do caminho sua mala pode ser alvo de avarias e até arrombamentos.

É muito decepcionante perceber que a bagagem se encontra em um estado diferente de quando fizemos o despacho. Ou mesmo saber que houve um extravio ao longo do percurso.

Então, acompanhe as dicas de cuidados com a mala de viagem para evitar esses percalços.

Quais são as principais dicas para proteger sua bagagem?

1. Identificação

Identifique a sua bagagem com uma etiqueta ou tag de mala. Coloque seu nome e informações de contato. É importante que haja essa indicação tanto na parte externa quanto interna da bagagem.

É uma medida simples que afasta a possibilidade de alguém confundir uma mala igual ou parecida com a sua.  Quando as pessoas chegam ao destino e se dirigem à esteira, geralmente estão cansadas e querem ir embora rápido.

Então, se elas veem apressadamente uma bagagem similar podem se confundir e levar a sua.

Entre as dicas para proteger sua bagagem, colocar a etiqueta não evita necessariamente extravios. Mas poderá facilitar o processo de encontrar o proprietário para devolução.

Outra forma de identificar e proteger malas de viagem é por meio de adesivos, fitas coloridas, ou tiras de elástico.

Os adesivos são bem fáceis de encontrar em qualquer papelaria. Há vários tipos, e não apenas infantis, com formas geométricas e outros temáticos. Existem adesivos com as letras do alfabeto também. Você pode escrever o seu nome ou alguma frase original.

Se você é uma pessoa mais discreta e não quer colar adesivos na mala, pode optar por usar uma cinta colorida. Ela é encontrada em lojas que vendem artefatos de viagem. Dê preferência a uma cor chamativa e passe a cinta pela extensão vertical da bagagem.

Ainda, nas dicas para proteger sua bagagem, você pode colocar uma fita de cetim de cor neon ou cor vibrante na alça.

Basta amarrá-la e fazer um nó ou laço que possa ser visto a alguma distância. Dessa forma, a sua mala se destaca no meio das outras.

Já a capa de mala é outra forma de identificação que você pode customizar para encontrá-la facilmente ao desembarcar.

Ela funciona como uma “vestimenta” que cobre toda a mala. Há diversos modelos e marcas no mercado.

Todos esses acessórios tornam a bagagem visível, de fácil assimilação e você se sentirá menos receoso ao despachar a mala.

Identifique a sua bagagem com uma etiqueta ou tag de mala. Coloque seu nome e informações de contato. 

2. Cadeado

O cadeado é um item de segurança indispensável para proteger a bagagem no aeroporto.

Ele evita que alguém abra sua mala por má-fé. Além de ser também um item de identificação, pois alguns modelos possuem códigos e senhas.

Nessas dicas para proteger sua bagagem, o cadeado TSA, em especial, é reconhecido internacionalmente. Ele impedirá que qualquer desconhecido entre em contato com seus pertences.

A sigla se refere ao Transportation Security Administration, uma agência nos Estados Unidos que monitora viagens.

Ao viajar para os EUA, utilizar esse cadeado é uma medida respeitada tanto quanto observar o peso correto da bagagem.

A TSA tem permissão para abrir sua mala com uma chave mestra. Isso acontece como medida preventiva, quando há suspeita de transporte de drogas ou itens de perigo.

Se você usar outro cadeado, ele será violado e a bagagem estará sem proteção no percurso.

Então, se for visitar o país, compre o cadeado TSA. Ele é barato e pode ser encontrado em lojas de viagens.

E mesmo não viaje para os EUA, sua mala estará protegida de qualquer forma com o cadeado, pois só você tem a senha ou a chave.

Mas você pode optar por outros modelos de cadeado se seu destino for outro. Algumas malas, inclusive, já têm cadeado embutido.

O cadeado é importante porque evita extravios e furtos. Mesmo que não esteja carregando itens de alto valor, é importante utilizá-lo se você quer maior segurança.

O cadeado é um item de segurança indispensável para proteger a bagagem no aeroporto.

3. Lacres

O SealBag também está entre as dicas para proteger sua bagagem. Trata-se de um lacre de segurança que segue normas ISO e tem por intuito saber se uma bagagem foi aberta.

Mesmo que sua mala tenha um cadeado, ela pode ser aberta, e com o SealBag você consegue saber se isso aconteceu.

Além disso, o SealBag impede que a mala com cadeado seja aberta pelo zíper.

Esse lacre só é usado uma vez e é descartado. Ele tem o formato de uma tirinha fina. Você deve ser colocá-la na junção de dois zíperes ou do zíper com a alça da mala.

Cada lacre tem uma numeração, então se ele for trocado você saberá que houve alguma violação.

Se ao desembarcar você percebe que há alguma avaria na mala, pode tirar o SealBag e verificar se algo foi retirado da sua bagagem.

Assim, já é possível fazer uma reclamação imediatamente à companhia aérea.

O lacre pode ser utilizado não apenas em bagagens, mas também em mochilas, capas de equipamento e similares.

Mesmo onde há inspeção da TSA, o SealBag é permitido e o passageiro saberá se a mala foi aberta.

Um pacote com 10 lacres custa apenas R$ 20, então vale a pena investir nesse método de segurança.

Outro acessório que se encaixa nas dicas para proteger sua bagagem, semelhante ao SealBag, é a trava de aço. Nesse caso, ela não é descartável.

Ela também impede que o zíper da bagagem seja aberto. O zíper fica fixado à alça superior, de forma a impedir a movimentação.

4. Proteção com plástico

Usar um plástico de proteção evita que aconteçam cortes, arranhões e abertura da mala de forma intencional ou acidental.

Durante a logística do transporte da mala a partir do despacho, nem sempre os funcionários se preocupam em serem “delicados” ao manusear as malas.

Há uma grande quantidade de bagagem sendo transportada, passam por esteiras e ficam amontoadas umas em cima das outras. Tudo isso pode causar danos à sua bagagem.

Alguns desses modelos de plásticos de proteção costumam ser um pouco caros. Há pessoas que optam então por utilizar o filme plástico, que é encontrado em supermercados.

De qualquer forma, ambos ajudam na identificação da mala, na proteção contra possíveis avarias e dificultam a ocorrência de furtos.

As empresas Protec Bag e a TrueStar SecureBag fornecem esse serviço de proteção com plástico no Brasil.

O material do invólucro garante a integridade da mala. Para removê-lo, pode demorar um pouco mesmo com uma faca ou canivete. O serviço também inclui o rastreamento da bagagem até a entrega.

Então, essas são boas dicas para proteger sua bagagem.

Esse tipo de proteção é recomendada para viagens mais demoradas e com escalas. E também caso você saiba que a companhia aérea pela qual vai viajar tem algum histórico de problemas com bagagens.

Além disso, a proteção com plástico é ideal para quem enfrentará aeroportos movimentados ou inseguros no que se refere à possibilidade de roubos.

Uma opção mais barata para quem não quer contratar esse serviço de segurança é utilizar o filme plástico ou filme de PVC. É aquele mesmo filme que você utiliza para embalar comida.

Mas, se o aeroporto decidir abrir sua mala, isso vai acontecer tanto para o envelopamento convencional quanto para o filme plástico.

Já para a mala de mão, não é indicado utilizar o plástico de proteção. Há aeroportos que não permitem essa prática, por motivos de segurança.

Usar um plástico de proteção evita que aconteçam cortes, arranhões e abertura da mala de forma intencional ou acidental.

5. Rastreadores

Para finalizar as dicas para proteger sua bagagem, vamos falar sobre os rastreadores.

Os rastreadores são muito úteis pela precisão que fornecem sobre o paradeiro da sua bagagem.

Esses localizadores possuem GPS e afastam a possibilidade de você não encontrar seus pertences.

Por meio de um dispositivo eletrônico, são enviadas informações instantâneas para o celular sobre o local em que a mala se encontra.

Ele é intuitivo, fácil de utilizar e funciona com pilhas, no caso do TrakDot. Ao inseri-lo na bagagem, basta ativar para que se inicie o rastreamento.

Quando o avião parte, ele é desligado de forma automática. Mas é religado depois da aterrissagem e envia uma mensagem de aviso sobre a localização da mala.

Se acontecer o extravio de bagagem, você saberá exatamente onde encontrá-la.

Outro modelo é o LugLoc, que opera de modo similar. Porém, o acompanhamento se dá por meio de aplicativo, em vez de mensagem. O carregamento é feito por USB.

Há ainda o aplicativo Trackage que monitora a localização da mala depois do despacho no aeroporto.

Ele contém um chip que deve ser inserido na bagagem e envia dados em tempo real para o aparelho de celular.

Também neste caso o acompanhamento acontece antes e depois de realizar o voo. O funcionamento se dá por tecnologia GPRS.

Esse app também identifica violações na mala, com envio de aviso sobre o ocorrido para o celular.

Gostou das dicas para proteger sua bagagem? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe este post com seus amigos!

Se você teve algum problema com a sua mala, entre em contato com a Liberfly para que você consiga uma indenização!

Leia também:

Como solicitar o reembolso da minha passagem?

O que é overbooking?