Tem sido comum em muitos países a exigência de apresentar o exame PCR para Covid-19 antes de embarcar.

Este é o principal exame indicado em viagens ao exterior. Trata-se de um teste molecular, que verifica se o coronavírus está presente até 12 dias após o começo dos sintomas.

Portanto, o PCR está bastante presente atualmente nas rotinas de viagem, pois se tornou obrigatório em muitos casos.

Nesse sentido, é preciso seguir as regras delimitadas pelas autoridades sanitárias de cada país. Continue lendo este post para saber mais sobre este exame.

O que é o exame PCR?

O PCR, ou RT-PCR,  é o exame mais amplamente utilizado para detectar a presença do coronavírus. Ele verifica a atividade do RNA viral, que compõe o código genético do vírus. O teste é usado pelo menos desde a década de 1980 para identificar patologias.

PCR é o exame mais usado para detectar a presença do coronavírus

Quem precisa apresentar o exame PCR para Covid-19 antes de embarcar?

Em regra, devem fazer o exame PCR pessoas que tenham sintomas do coronavírus. Principalmente na fase inicial da doença, com intuito de verificar a presença ativa do vírus no organismo.

Pessoas que vão viajar para outros países também podem ter que se submeter ao teste. Isso porque um grande número de nações têm exigido o exame negativo para entrada.

Se você já é vacinado e pretende viajar, também precisa se submeter ao PCR. Para ter informações específicas de cada país, consulte nos sites oficiais.

Como é o procedimento do teste PCR?

Para fazer o teste PCR, é necessário ter uma solicitação médica. Em geral, somente pessoas que apresentam os sintomas de Covid-19 podem realizá-lo.

Porém, no caso de viagens internacionais, se o exame for necessário para atravessar a fronteira você pode pedir o teste diretamente em laboratórios.

O teste é feito com cotonetes, para coletar amostras da região nasal e da garganta. É possível que você já tenha visto em alguma notícia a imagem de alguém fazendo o teste PCR. As pessoas costumam achar o teste incômodo, mas é bem rápido.

Ele possui um certificado, com seus dados pessoais. Para viajar ao exterior, você precisa apresentar o exame PCR para Covid-19 antes de embarcarem inglês.

Depois da coleta, o laboratório vai checar se você está ou não contaminado pela Covid-19.

Em seguida, é só aguardar o resultado e prosseguir com o planejamento da viagem.

Que países requerem o exame PCR?

Diversos países exigem o teste para PCR para entrada, inclusive o Brasil, desde dezembro de 2020.

Entre os países para os quais você precisará do exame para entrar estão:

-> Angola

-> Argentina

-> Bolívia

-> Chile

-> Colômbia

-> Emirados Árabes

-> Irlanda

-> Jordânia

-> Maldivas

-> Paraguai

-> Tailândia

-> Estados Unidos

Vale mencionar que as mudanças e as atualizações são frequentes no que se refere às viagens internacionais na pandemia.

Pensando nisso, é preciso que você verifique os sites oficiais dos países para saber como está a situação das fronteiras.

Quando o teste precisa ser realizado?

Na maioria dos casos, os países solicitam a emissão do teste como negativo até 72 horas antes do embarque.

Porém, há países com regras diferentes, como é o caso do Equador, que permite  apresentar o exame PCR para Covid-19 antes de embarcar em 10 dias anteriores ao voo.

Ao marcar o exame, veja que dia é a data do voo para se programar com antecedência. Verifique também qual é o tempo de espera para poder receber o resultado.

Desse modo, você consegue ter o exame PCR dentro do prazo.

Leia também: Sua primeira viagem de avião? Veja nossas dicas

Quanto tempo demora para o exame PCR ficar pronto?

O tempo que demora para você ter o resultado em mãos vai variar de acordo com a unidade em que você fez o exame.

Pode ser de 48 horas, 72 horas ou demorar alguns dias a mais. Em geral, não passa de uma semana.

Em aeroportos é possível fazer o exame também. Em Guarulhos, o resultado fica pronto em 4 horas, o que pode facilitar sua vida se você estiver na região e precisar de um atendimento mais ágil.

Na Sabin, por exemplo, pelo PCR Express é possível ter o resultado em até 2 horas.

Quanto custa o teste PCR?

Nas Unidades Básicas de Saúde você não precisa pagar para realizar o teste. Já na rede particular o custo pode variar entre R$ 250 a R$ 500.

Algumas empresas aéreas também dão desconto para quem vai apresentar o exame PCR para Covid-19 antes de embarcar.

Onde posso fazer o exame PCR?

Este exame pode ser feito em laboratórios ou em unidades hospitalares, geralmente com agendamento. Em alguns locais, para fazer o teste nas rede pública é preciso ter um pedido médico.

Por outro lado, a rede particular exige a solicitação médica, mas você pode agendar por motivos de viagem.

Se a sua viagem é para o exterior, entre em contato antes com a unidade para saber se o serviço está disponível nesse caso.

Alguns aeroportos no Brasil também realizam o exame, como o de Guarulhos, o de Congonhas, o de Confins e o Galeão.

E se o resultado for positivo, como devo proceder?

Se você teve algum sintoma de Covid-19, é provável que já esteja sendo acompanhado por um médico.

Contudo, existem os casos assintomáticos também. Inclusive, essa situação é bastante frequente, quando não há sintomas aparentes, mas o vírus está no organismo.

Portanto, se seu teste for positivo, entre imediatamente em contato com um médico e faça de imediato o isolamento social. Dessa forma, evita contaminar outras pessoas.

Se você já tinha uma viagem de avião marcada, terá que fazer o cancelamento da passagem aérea ou remarcar a data.

Leia também: Meu voo foi cancelado por conta do coronavírus: o que devo fazer?

É necessário o PCR para viajar de avião?

Nas viagens aéreas domésticas, não é necessário apresentar o exame PCR para Covid-19 antes de embarcar. É preciso apenas portar a máscara.

Já para viagens internacionais, como já dito, vai depender das medidas de cada companhia aérea de acordo com o país para o qual deseja viajar.

Estou fora do Brasil, tenho que fazer o exame PCR para entrar no país?

Para ingressar no Brasil vindo de outro país, você precisará sim do teste PCR negativo. O governo brasileiro estipulou essa regra, que vale para estrangeiros e também para brasileiros.

Para isso, você precisa ter o exame com antecedência de 72 horas do embarque. Para crianças menores de 12 anos, caso estejam na companhia de um adulto, não é necessário fazer o exame para entrar no Brasil.

Porém, para viagens a Fernando de Noronha ou a Caldas Novas, o teste PCR é obrigatório.

Qual é a diferença entre os exames PCR e o sorológico?

Existem diferentes tipos de teste para Covid-19, aplicados em laboratórios ou farmácias, e nem todos são o RT-PCR.

Os que são aplicados em farmácias são conhecidos por serem testes rápidos. Você já pega o resultado em poucos minutos.

Porém, não são os comumente aceitos pelas autoridades sanitárias e, em viagens internacionais, você precisa apresentar o exame PCR para Covid-19 antes de embarcar.

No caso do teste sorológico, o exame verifica que o paciente possui certos anticorpos referentes ao SARS-Cov-2. É diferente do PCR, uma vez que este aponta se o vírus se encontra ativo no organismo.

Outra diferença é quanto ao método do exame. O PCR faz coletas de amostras do nariz e da garganta. Por sua vez, o sorológico é feito por meio de exame de sangue.

Tomei a vacina para coronavírus, o teste PCR será positivo?

A resposta é não. Em grande parte dos países, as vacinas contra a Covid-19 não contêm o vírus vivo.

Em geral, possuem uma fração produzida artificialmente da carga genética viral. Essas informações genéticas induzem o organismo a produzir a proteína do coronavírus. E o próprio corpo se encarregará de combatê-la por meio de resposta imunológica.

Se houver qualquer efeito colateral da vacina, como febre ou fadiga, trata-se de algo leve e temporário.

Portanto, se você tomou a vacina, isso não terá efeito sobre o exame PCR. Entretanto, se você foi vacinado e tem sintomas de Covid-19, uma vez que a eficácia da vacina não é de 100%, precisará realizar testes para detecção do coronavírus.

Quando acabará a necessidade de realizar exame PCR?

Por enquanto, é pouco provável que isso vá acontecer, pelo menos no futuro imediato. Nesse sentido, a tendência é que continue a necessidade de apresentar o exame PCR para Covid-19 antes de embarcar.

À medida que as vacinas se tornarem uma realidade mais disseminada no mundo, pode ser que a exigência do PCR reduza. Mas, no momento, não é o que vem acontecendo.

Que países abriram as fronteiras para viajantes vacinados?

Diversos países já anunciaram a abertura de fronteiras para passageiros vacinados. Alguns exemplos são Grenada, Grécia, Bahamas, Chipre, Anguilla, Barbados, Belize, Ilhas Virgens Britânicas, Croácia, Equador, Estônia,Guatemala, Islândia, Israel, Montenegro, Nepal, Seychelles, Taiti.

Na Europa, a estimativa é que as fronteiras sejam abertas para pessoas vacinadas no verão.

Conseguimos esclarecer suas dúvidas?

Se você teve problemas com empresas aéreas nos últimos 5 anos, entre em contato com a Liberfly para conseguir uma indenização!