Você descobriu de última hora que não poderá mais embarcar? Nesse caso, o que fazer no aeroporto depois de um voo cancelado?

Talvez você tenha se programado para pegar um voo porque finalmente está de férias e mal pode esperar para chegar ao seu destino. E, de repente, houve cancelamento do voo.

Problemas relacionados ao clima, falhas técnicas, falta de tripulação e pandemia afetam milhares de passageiros.

Quando seu voo é cancelado ou atrasado por um longo tempo, muitos viajantes ficam, com razão, irritados e nem sempre sabem como proceder.

No entanto, é importante manter a calma e seguir alguns passos que vão te ajudar, inclusive,  a conseguir uma indenização futura.

Logo, continue lendo para saber o que fazer!

O que fazer no aeroporto em caso de voo cancelado?

Se o seu voo foi cancelado, você deve primeiro perguntar à companhia aérea o motivo do cancelamento para ter todos os dados possíveis e úteis para uma eventual reclamação.

Basta dirigir-se ao serviço de informações, ao balcão da companhia aérea no aeroporto ou ao portão de onde deveria ter partido o avião.

Vale lembrar que, se o cancelamento do voo aconteceu quando você já estava no aeroporto, a empresa tem o dever de fornecer atualizações sobre a situação do voo a cada 30 minutos.

Além disso, há medidas importantes que você deve realizar. Para saber o que fazer no aeroporto depois de um voo cancelado, confira abaixo o passo a passo!

Salve o contato de outros passageiros

Em primeiro lugar, essa medida é muito importante para que você tenha contatos e provas se quiser pedir uma indenização da companhia aérea.

Então, quando estiver na sala de embarque, procure outros passageiros que também foram afetados pelo voo cancelado.

Converse com eles e peça, por exemplo, dados de contato, caso seja necessário entrar em contato depois.

Colete e guarde provas

Em segundo lugar, é importante também coletar e guardar provas enquanto estiver no aeroporto. Por exemplo, tire fotos do painel com a indicação do voo cancelado.

Além disso, você pode tirar fotos ou gravar vídeos no aeroporto e de outras pessoas que também embarcariam e que tiveram que ficar esperando uma solução.

Portanto, outras provas importantes são:

->  Passagem aérea.

->  E-mail de confirmação de compra.

-> Comprovante de que foram realizadas as reservas das passagens.

-> Cartão de embarque.

-> Documento solicitado à companhia aérea sobre dados do cancelamento.

Peça assistência material

Em terceiro lugar, veja outra dica sobre o que fazer no aeroporto depois de um voo cancelado.

Se você já está há uma hora esperando no aeroporto após o cancelamento do voo, vá ao balcão do check-in para solicitar assistência material.

Ela é prestada, por exemplo, em caso de atraso, cancelamento, interrupção do voo e recusa de embarque, sempre que o passageiro se encontre no aeroporto.

O atendimento é oferecido gratuitamente pela companhia aérea. Portanto, o tipo de assistência depende do tempo de espera no aeroporto, da seguinte forma:

l  Depois de 1 hora: direito a internet, telefone ou outros meios de comunicação.

l  Após 2 horas: direito a alimentação, como lanches, refeições e vouchers.

l Após 4 horas: direito a hospedagem (caso haja pernoite) e transporte de e para o local de acomodação.

Quando o passageiro se encontra no aeroporto cuja cidade é a de sua residência, a empresa só pode providenciar transporte para a residência e da casa para o aeroporto.

No entanto, o Passageiro com Necessidades Especiais (PNAE) e seus acompanhantes têm sempre direito a alojamento.

Além disso, se houver embarque imediato, a empresa poderá suspender a prestação de assistência material.

Faça um registro formal

Fazer um registro formal também é uma dicas sobre o que fazer no aeroporto depois de um voo cancelado.

No aeroporto, você pode solicitar a Declaração de Cancelamento de Voo, também conhecida como Declaração de Contingência.

Em outras palavras, trata-se de um documento que declara as informações de cancelamento do voo e os motivos que causaram esse problema.

Ele deve ser solicitado preferencialmente de forma direta à empresa aérea, ainda no aeroporto, assim que você perceber o problema de voo cancelado.

Porém, os passageiros que não conseguirem a declaração no aeroporto também podem entrar em contato com o SAC.

Seja qual for a forma de contato, se a empresa se recusar a fornecer o aviso de cancelamento, você deve guardar os registros da solicitação. Dessa forma, eles servirão como prova de que houve violação ao seu direito.

Na pandemia, e com as novas regras da Justiça, houve medidas para amenizar os efeitos da crise no setor aéreo.

Então, para conseguir uma indenização pelo voo cancelado, é essencial que você tenha essa Declaração de Cancelamento.

Se a empresa aérea não entregar o documento, isso estará infringindo a previsão da Anac. Nesse caso, você pode fazer uma queixa no consumidor.gov ou no Procon.

Veja se é possível embarcar no próximo voo da empresa aérea

Ainda sobre o que fazer no aeroporto depois de um voo cancelado, essa opção pode ser mais favorável para alguns passageiros.

Verifique no painel, por exemplo, se há dados sobre os próximos voos da companhia. Portanto, você pode perguntar também no balcão e se informar com algum funcionário da empresa no aeroporto.

Dessa forma, caso o seu voo tenha sido cancelado, você tem a opção de embarcar no voo seguinte da empresa. Para isso, é preciso que seja o mesmo destino e escala.

Remarque a data, sem custos extras

Você pode, enquanto passageiro, remarcar a data do voo sem custos extras. Consequentemente, você não poderá solicitar assistência material nesse caso. Além disso, não existe custo extra para que você remarque a data.

Utilize créditos sem taxas

A utilização de créditos é uma alternativa para que você adquira uma nova passagem futuramente.

Vale lembrar que o crédito precisa ter valor igual ou maior que o do bilhete que você adquiriu. Nesse sentido, o prazo é de 18 meses para usar o crédito, sem taxa adicional.

Peça reembolso da passagem

Pedir o reembolso é outra medida sobre o que fazer no aeroporto depois de um voo cancelado.

Portanto, se você preferir pedir o reembolso, isso é possível, inclusive com as taxas.

O prazo para reembolso durante a pandemia é de 12 meses. Nesse caso, não há direito a assistência material.

Procure o balcão da Anac

Caso você não tenha conseguido resolver seu problema com algum atendente da empresa aérea, busque o balcão da própria Anac no aeroporto.

Ela poderá aplicar uma sanção administrativa à companhia. Em outras palavras, isso servirá de prova para conseguir uma indenização.

Procure os canais virtuais da empresa aérea

Se não houver funcionários disponíveis da companhia aérea para te atender no aeroporto, você pode procurar os canais virtuais da empresa.

Lá existem opções para você registrar sua reclamação.

Como pedir uma indenização por voo cancelado?

Agora que vimos o que fazer no aeroporto depois de um voo cancelado, entenda também como conseguir indenização.

Se você deseja solicitar uma indenização pelo cancelamento do seu voo, saiba que a companhia aérea deve provar que o informou com antecedência.

Nestes casos, verifique se a companhia aérea o notificou do cancelamento do voo (por telefone, mensagem de texto ou e-mail) com ao menos 24 horas de antecedência.

Esse é prazo vigente na pandemia para que haja aviso ao passageiro. Antes, o prazo era de 72 horas.

Se você não foi avisado no prazo correto, trata-se de uma falha da companhia aérea e você pode ser indenizado.

Porém, se o motivo do cancelamento for a pandemia, a Justiça já proferiu sentenças nas quais o passageiro não pode ser indenizado por danos morais.

É o caso, por exemplo, de uma decisão na 15ª câmara de Direito Privado do TJ/SP. Logo, o entendimento era de que se tratava de caso fortuito e força maior.

No entanto, são diversos os motivos que podem levar ao cancelamento do voo além da pandemia. Veja qual é o seu caso para exigir seus direitos.

Para ser indenizado em até 48 horas se você teve o voo cancelado, acesse o site da Liberfly para analisarmos o seu caso..

Basta preencher seus dados gratuitamente e respoderemos por e-mail ou telefone.

Agora que você já sabe o que fazer no aeroporto depois de um voo cancelado e como ser indenizado, confira o próximo tópico!

Motivos para cancelamento de voos que geram indenização

Questões internas da companhia aérea

Um dos motivos que frequentemente causa o atraso ou o cancelamento de um voo é interno à própria companhia aérea.

Então, entre esses motivos internos, estão:

->  falha técnica;

->  mudanças de pessoal de solo ou de vôo da mesma companhia aérea;

->  má gestão da operação de voo;

->   erros no planejamento de voo ou rotação da equipe.

Nestes casos, a companhia aérea é totalmente responsável pelo atraso ou cancelamento do voo.

Decisões operacionais relacionadas ao voo

Esse é outro motivo para voo cancelado, que está relacionado, por exemplo, à rota do voo ou ao tráfego do aeroporto.

As falhas operacionais, na maioria dos casos, podem ser por má organização ou erros nas operações aéreas.

O passageiro que sofreu este tipo de atraso ou cancelamento tem direito a uma compensação financeira.

Em outras palavras, a culpa é da transportadora aérea que não conseguiu organizar a operação do voo de forma eficaz.

Por isso, é importante que você saiba o que fazer no aeroporto depois de um voo cancelado.

Ao solicitar o registro formal da empresa aérea, você consegue provar os motivos do cancelamento.

Mau tempo

O mau tempo é uma circunstância excepcional se tiver causado congestionamento no aeroporto e, também, precisa ser algo grave.

Por exemplo, se o piloto não conseguir enxergar a pista. Porém, muitos aviões decolam e pousam mesmo sob forte chuva, porque as aeronaves modernas suportam essas situações.

Se não houve a devida assistência material após o cancelamento do voo por mau tempo, o passageiro pode ser indenizado também.

Poucos passageiros no voo

Caso a venda de passagens seja de menos que 30% da capacidade da aeronave, o custo operacional do voo geralmente se torna inconveniente para a empresa.

Então, as companhias podem cancelá-lo e acomodar os viajantes em um outro voo.

Este manejamento pode não causar grandes transtornos ou pode demorar algumas horas em relação ao horário previsto.

Se o atraso for maior que 4 horas, você pode ser indenizado.

Overbooking

Ocupar mais passageiros do que a aeronave suporta ocorre quando há venda de bilhetes acima do número de assentos.

Se não houver desistência, o passageiro não poderá embarcar e terá que aguardar outro voo devido ao overbooking.

Além disso, pode ser que tenha havido substituição da aeronave por uma de capacidade menor.

Por fim, vimos alguns dos motivos para que aconteça o cancelamento de voo.

Espero que este post tenha te ajudado a entender o que fazer no aeroporto depois de um voo cancelado.

Se você passou por problemas com companhias aéreas nos últimos 5 anos, entre em contato com a Liberfly!