O que é a Liberfly e como ela funciona?

A Liberfly é uma empresa que COMPRA O SEU PROBLEMA.

Sim, você não leu errado…

A Liberfly, literalmente, paga dinheiro a você que teve um problema.

A empresa garante uma compensação rápida, prática e segura a você que passou por um problema de consumidor. E, além disso, sem ter toda a dor de cabeça de conversar com advogados e ainda acompanhar um processo judicial… O que pode demorar anos…

E é por isso que ela é pioneira no Brasil. É uma startup que, ano após ano, vem revolucionando o mercado jurídico. Surgiu a partir de um problema evidente no país: a dificuldade de acesso do consumidor aos seus direitos. E é exatamente essa a missão da empresa:

“Transformar o mercado empoderando consumidores”.

E a empresa não fica só no discurso. Pelo contrário, a Liberfly leva isso muito a sério. Em grande parte dos casos nos quais a empresa trabalhou nos últimos anos, os consumidores lesados mal sabiam que poderiam receber uma compensação financeira pelo problema que passaram.

Mas não é só isso: a Liberfly ajuda os consumidores e garante que cias aéreas e outras empresas sejam devidamente punidas por transtornos causados aos seus clientes.

Em suma, a Liberfly:

  • Dissemina informação aos consumidores sobre seus direitos;
  • “Compra” problemas consumeristas;
  • Trabalha para que as empresas melhorem seus serviços e compensem de forma justa os seus consumidores quando causarem transtornos aos mesmos;
  • Realiza a gestão de ativos judiciais.

Mas pera aí … Como a Liberfly faz isso? Como ela ganha dinheiro? E por que mais de 20 mil consumidores já procuraram a empresa para ajuda-los com seus problemas?

Calma, calma…

São exatamente esses pontos o foco deste artigo.

Você vai aprender sobre gestão de ativos judiciais, entender o que é uma legaltech, conhecer a Liberfly e, por fim, descobrir se a “venda” de direitos é a melhor escolha para você.

O que é a Gestão de Ativos Judiciais

A Liberfly é, tecnicamente, uma gestora de ativos judiciais. Mas o que isso significa?

A gestão de ativos judiciais, também chamada de litigation finance, é um modelo de negócio que une o mundo do direito com o das finanças. As empresas especializadas nessa atividade “adquirem” direitos de terceiros.

Esses direitos são considerados potenciais ativos judiciais. Ou seja, são problemas que podem proporcionar ganhos financeiros no futuro. E a atividade da empresa é justamente fazer a gestão dos ativos para garantir esses ganhos.

No caso da Liberfly, esse modelo de negócio possibilita que o consumidor receba antecipadamente parte do potencial ganho de um futuro processo.

Assim, o consumidor lesado garante o dinheiro em mãos em menos de 48 horas, ao invés de esperar o final de um longo processo judicial.
Ainda está confuso?

Vamos lá, imagine que você tenha passado por um problema. Considere que esse problema seja uma semente.

Entenda ativo judicial de uma forma mais fácil

Sim, uma semente. Um pequeno grão que não serve para quase nada num primeiro momento. Mas no futuro, se bem cuidado, esse grão irá se transformar num belo legume.

O legume, ao contrário da semente, tem bem mais utilidade. Você pode comê-lo e ficar bem nutrido, ou até vende-lo e embolsar um dinheiro.

E é justamente isso que uma gestora de ativos judiciais faz: compra a sua semente 🌱 (potencial ativo) e cuida dela até que vire um legume 🥕 (recebível judicial).

Uma semente é inútil se você não tem tempo para cuidar, conhecimento em agricultura, ou espaço para plantar. Mas é um ativo interessante para as empresas que desenvolveram know how e capacidade de transformá-la num legume.

Em outras palavras, se você tem um problema que te dá direito a uma possível compensação em dinheiro, então você tem em mãos um potencial ativo judicial.

A gestora, então, pode te oferecer uma quantia para “comprar” o seu ativo. Você recebe o dinheiro à vista, sem precisar entrar na justiça.

A gestora, por outro lado, procede com os trâmites para tentar receber uma compensação financeira da entidade que causou o problema. Mas independentemente de um eventual processo judicial ter retorno financeiro ou não, você terá garantido o dinheiro pago pela gestora.

Em resumo, a gestora de ativos compra o seu problema, administra toda a dor de cabeça do processo judicial e ainda assume o risco de perder ele no final. Mas, claro, faz isso na expectativa de ter retorno financeiro com o processo… No caso, é aqui quando ela colhe os legumes.

E por que a venda de ativos judiciais está crescendo no Brasil?

Com o passar do tempo, novas tecnologias surgem e sociedades se transformam, possibilitando o surgimento de novos modelos de negócios que, décadas atrás, eram impossíveis de existir.

Há alguns anos atrás você não imaginava ter um banco totalmente digital e pagar todas as suas contas pelo celular, não é mesmo? Ou então nunca nem tinha considerado a possibilidade de ter um carro 100% elétrico, certo?

A todo momento surge algo novo para tentar sanar alguma deficiência na nossa sociedade.

A venda de ativos judiciais não ficou para trás. Muitas empresas nessa área têm crescido com foco na inovação, com tecnologias de ponta e com serviços que facilitam muito a vida de todos nós.

Por isso, as empresas de ativos judiciais são procuradas especialmente por pessoas que:

  • Buscam comodidade
  • Não querem contratar advogados
  • Possuem aversão ao risco
  • Querem um dinheiro rápido na mão
  • Não querem esperar meses ou anos de processo judicial para talvez ter uma compensação pelo problema enfrentado

Nessa era da internet, dos dados e da informação, algumas startups de várias parte do mundo viram a possibilidade de tornar o acesso à Lei mais direto, prático e fácil. Pro Solutti, Anttecipe.com, Leste Litigation-Finance, Quickbrasil, PX Ativos Judiciais são alguns exemplos.

Observando o cenário brasileiro, não fica difícil entender o crescimento dessas empresas. Diante da morosidade e burocracia do sistema judiciário como um todo, elas aparecem como alternativas mais simples e rápidas.

E quanto ao resto do mundo?

A fama dessas empresas tem crescido não só no Brasil, mas internacionalmente também. Em artigo publicado na Forbes em fevereiro deste ano (2022), é ressaltado o fato de que nos Estados Unidos a prática de litigation finance já é uma prática comum na maioria das jurisdições do país.

O artigo ainda ressalta o fato de que lá nos Estados Unidos as empresas de litigation finance tem crescido desde a década de 90. Já faz tempo!

No entanto, é importante ressaltar que o mercado era dominado por gestoras de ativos judiciais que prestavam serviços apenas para grandes empresas. Por muito tempo foi esse o cenário, pois pouco se vislumbrava um serviço de gestão de ativos que fizesse sentido para o consumidor comum.

Um exemplo disso é o caso de empresas que financiam conflitos com altas quantias envolvidas, como o caso de sócios minoritários da Petrobrás. O caso se trata de um pedido de reparação de danos, contra a União, pelos prejuízos decorrentes da Operação Lava Jato. Empresas especializadas se ofereceram para participar do caso.

Muitas dessas empresas são comumente chamadas de legaltechsinclusive a Liberfly.

Mas a Liberfly faz diferente.

E é por isso que a ela é pioneira: ela criou um modelo de negócio de litigation finance completamente voltado para os problemas do consumidor comum, algo nunca visto não só no Brasil, mas na América Latina inteira.

Mas não confunda: nem toda legaltech faz litigation finance. É muito fácil confundir, mas, fato é, que são duas coisas distintas. Por isso, é muito importante saber a diferença.

O que é uma Legaltech?

O termo “Legaltech” vem do inglês e é a junção de dois outros termos: “legal” (jurídico) e “technology” (tecnologia). Essa associação faz referência ao fato de que essas startups utilizam da tecnologia para trazer soluções a problemas relacionados a questões jurídicas.

No entanto, as legaltechs não exercitam a atividade da advocacia em si. Em alguns casos, elas não se associam a serviços de advocacia de forma alguma. Mas na maioria, elas trabalham com escritórios de advocacia parceiros para atuarem nos processos judiciais que forem de seu interesse.

Na prática, as legaltechs são, muitas vezes, clientes de escritórios de advocacia.

Dentre os principais objetivos de Legaltechs, podemos citar:

  • Facilitar o acesso às leis
  • Otimizar procedimentos e operações jurídicas
  • Educar as pessoas sobre os seus direitos

Quais são as diferenças entre uma legaltech e uma lawtech?

É muito comum que pessoas confundam os conceitos de legaltech e lawtech. Embora ambas tentem melhorar a eficiência e mudar o cenário jurídico, fato é que elas funcionam de modo diferente.

O termo “lawtech” vem dos termos em inglês “law” e “technology”. No caso, é utilizado para definir empresas que aplicam tecnologia para a otimizar serviços de advocacia. Dessa forma, lawtechs estão intimamente ligadas ao exercício de advogar.

De forma geral, uma lawtech apresenta soluções jurídicas para advogados e escritórios de advocacia, enquanto uma legaltech apresenta soluções jurídicas para consumidores ou pequenas e médias empresas.

Por todos esses fatores, a Liberfly se classifica como uma legaltech…mas não como uma lawtech.

A Liberfly não presta serviço de advocacia.

A empresa atua na análise do direito do consumidor, mas sem advogar nos processos jurídicos. Ela possui uma equipe jurídica especializada para realizar análises, mas a empresa só dá entrada em processos judiciais com o auxílio de escritórios de advocacia, seguindo a lei e as orientações da OAB.

Ficou confuso?

Calma, agora é a hora de você entender Como funciona a Liberfly.

Como funciona a Liberfly

Agora que você já sabe o que é uma legaltech e já entende o que é a gestão de ativos judiciais, você está mais do que preparado para entender o que Liberfly faz. Bora lá, então?!

A Liberfly é uma empresa especializada em problemas de consumidor. O foco de atuação da empresa é trabalhar com problemas relacionados aos serviços das companhias aéreas e empresas que negativam indevidamente o nome dos consumidores.

Portanto, se você passou por algum atraso ou cancelamento de voo, extravio de bagagem ou, ainda, se alguma empresa indevidamente inscreveu seu nome no SPC ou Serasa, a Liberfly é uma opção para você. E para acionar a empresa, bastam 3 passos simples.

Passo 1: Você envia o seu problema para a Liberfly

Após passar por uma experiência desagradável com os serviços de uma companhia aérea ou teve uma negativação indevida em seu nome, você pode procurar a Liberfly e apresentar detalhes sobre o ocorrido.

Isso é feito em poucos minutos.

Basta você preencher um formulário descrevendo o problema. Logo após terminar, você já terá uma resposta se é um caso em que a Liberfly pode te ajudar.

Passo 2: A Liberfly avalia e faz uma proposta

Se a Liberfly puder te ajudar, um especialista jurídico entra em contato com você para compreender melhor o ocorrido. As informações que você passou no Passo 1 serão analisadas, bem como os documentos que comprovam o transtorno.
Após essa análise, caso seu caso seja passível, você recebe uma oferta pelo seu caso.

Passo 3: A Liberfly compra o seu caso pagando à vista!

Chegamos na melhor parte:
Proposta aceita, dindim pra você!

Para receber o dinheiro, você assina uma procuração e um contrato de cessão de direito que, dentre outras coisas, estabelece que:

  • Em troca do valor acordado entre as partes, você dá poderes para que a Liberfly lhe represente judicialmente em relação ao problema ocorrido
  • Todo o resultado obtido com o processo judicial será da Liberfly

Com o contrato assinado, você recebe o valor acordado em até 48h, direto na sua conta.

A Liberfly assume todos os custos do processo. Ou seja, você não vai precisar se preocupar com advogados, prazos, audiências e processos.

Nada disso.

Dinheiro na conta e pronto!

E, mesmo que a sua causa seja julgada improcedente, você não vai precisar pagar nada à LiberFly. A empresa assume todos os riscos e custos da causa
Ou seja, você recebe seu dinheiro antecipadamente e gasta ele como quiser. Inclusive, para realizar a sua próxima viagem!

Como a Liberfly Ganha Dinheiro?

Depois de ver os 3 passos, agora você pode estar se perguntando:

“Tá, entendi… mas, e aí, se a empresa paga para ter um problema, ela não ganha dinheiro nenhum?”

Obviamente, a empresa ganha um dinheirinho. Caso contrário, ela iria falir e não conseguiria ajudar ninguém.

E ela se sustenta com os próprios problemas que ela compra.

Após comprar, ela trabalha no processo e tenta ter algum retorno financeiro com ele, seja ao final do processo judicial ou com a venda dele para fundos de investimento.

Mas, claro, a empresa não compra qualquer caso. Se comprasse casos à sorte, o cenário não seria bom para ninguém, pois:

  1. A empresa teria de oferecer valores irrisórios para os clientes
  2. A empresa não conseguiria oferecer um serviço de qualidade
  3. A empresa faliria com a falta de clientes

Mas, claro, a Liberfly não compra casos ao acaso. Por isso que ela possui um modelo de negócio sustentável financeiramente.

Antes de decidir pela compra ou não do seu direito, a empresa faz uma análise minuciosa para saber se o caso tem potencial de retorno financeiro.

A empresa consegue precificar o potencial ativo do seu direito tomando como base: as decisões recentes dos tribunais, os danos sofridos por você e a capacidade financeira das partes, especialmente da companhia aérea.

Essa análise, porém, não é simples.

Para essa análise, são utilizadas técnicas de jurimetria associadas à Inteligência Artificial. Com o know-how e a tecnologia da Liberfly, a empresa consegue aplicar as técnicas de jurimetria de forma eficiente para fazer uma proposta condizente ao valor do ativo judicial em questão.

Vantagens e desvantagens de escolher a Liberfly

Vantagens

Primeiramente, é importante ressaltar que a Liberfly NÃO é um escritório de advocacia. Ou seja, a empresa não faz o serviço que um advogado faz. Isso porque se você contratar um escritório de advocacia para resolver os seus problemas, você precisará:

  • Entrar em contato para marcar uma agenda
  • Comparecer ao escritório para uma reunião inicial
  • Separar toda a documentação que te pedirem
  • Assinar um contrato de honorários advocatícios
  • Pagar os honorários iniciais do advogado (geralmente)
  • Pagar as custas do processo (geralmente)
  • Aguardar o advogado preparar a petição inicial e dar entrada no processo
  • Comparecer a audiências
  • Aguardar o resultado do processo, sem ter certeza se será bem sucedido
  • Pagar os honorários (comissão) do advogado em cima do valor recebido

Depois de ler sobre Como funciona a Liberfly, você já deve saber que a empresa funciona de um modo completamente diferente.

O seu problema é resolvido sem que você participe de processos judiciais. Esse é um dos principais benefícios de escolher a Liberfly, especialmente considerando a morosidade do sistema judiciário. Um processo judicial pode demorar meses, ou até anos, para ser concluído.

Por outro lado, pela Liberfly você recebe o dinheiro à vista e em poucos dias.

Além da velocidade de resolução do seu problema, o serviço da Liberfly também se destaca pela garantia de dinheiro na mão ao invés do risco envolvido de um processo. A empresa assume o risco e, independente do resultado final, você terá o seu dinheiro que foi previamente definido.

E, para completar, tudo isso sem ter a dor de cabeça de contratar e conversar com advogados, ir às audiências e acompanhar todo o processo.

Em suma, a Liberfly se destaca por:

  • Rapidez na compensação pelo seu problema, que será pago em até 48 horas, ao invés de anos;
  • Ganho garantido – você recebe um valor fixo, sem se preocupar se o processo será bem sucedido ou não;
  • Praticidade para a solução do problema, sem toda a preocupação, dor de cabeça com eventuais trâmites jurídicos e burocracias.

Escritórios de advocacia Liberfly
Investimento de tempo e dinheiro para dar entrada no processo Custo zero para dar entrada no processo
Risco de perder o processo O seu dinheiro não depende do resultado do processo
Reuniões com advogados, ida a audiências e eventuais trâmites jurídicos Nada de burocracia
Estresse e ansiedade com o processo Zero preocupações com o processo
Espera o final do processo para (talvez) receber a compensação em dinheiro Recebe a compensação financeira (à vista) em até 48 horas

Desvantagens

Mas, assim como tudo nesse mundo, quando você toma uma decisão você abre mão de outras possiblidades.

Ao escolher a Liberfly você está abrindo mão de outras formas de resolver o seu problema. E, obviamente, nenhuma das soluções é perfeita, especialmente considerando que cada indivíduo e cada caso são únicos. Cada um tem as suas necessidades específicas.

Portanto, cabe a você avaliar e decidir qual solução é a mais vantajosa para a sua situação.

No que se refere à solução da Liberfly, vale ressaltar que a compensação financeira pode ser inferior que uma eventual indenização que poderia ser gerada ao final do processo.

No entanto, isso nem sempre se confirma. Muitas vezes, um processo gera uma indenização de valor bem baixo e em outros tantos nem se ganha a causa. É impossível prever com exatidão o resultado final de um processo.

Além disso, é importante ressaltar que a Liberfly não aceita todos os casos.

A empresa compra somente os casos em que ela é especializada para realizar a análise jurídica. Alguns exemplos dos casos que ela não resolve são:

  • Casos de reembolso
  • Bagagem danificada
  • Remarcação de passagem
  • Casos em que o cliente chega atrasado para a viagem
  • Atrasos e cancelamentos por questões climáticas

Conclusão

Agora você já sabe: a Liberfly é uma legaltech especializada na gestão de ativos judiciais, pioneira no Brasil. É uma empresa que associa um time jurídico especializado à tecnologia de ponta para fazer com que você tenha o seu problema (relacionado a cias aéreas ou a negativação indevida) resolvido de forma rápida e prática.

Ao fazer isso, ela facilita o acesso do consumidor aos direitos.

Em muitos casos, o consumidor acaba sofrendo com uma situação desagradável e, por falta de informação, não sabe que pode receber por isso.

É por isso que o trabalho da Liberfly vai além da gestão de ativos jurídicos.

A missão é bem clara: “Transformar o mercado empoderando os consumidores”. E isso é algo pelo qual a empresa zela toda a sua equipe, em todos os dias.

A Liberfly se empenha para conscientizar os consumidores. E não só isso, é uma empresa que zela por fazer com que os consumidores tenham os seus direitos respeitados.

Isso porque, ao procurar a Liberfly, você contribui para que o seu direito seja exercido e para que as empresas que te causaram um transtorno sejam devidamente punidas, conforme à legislação.

E você ainda faz tudo isso com a ajuda de uma empresa moderna e ágil, que vem revolucionando o sistema jurídico brasileiro.
A Liberfly faz justiça por você, e você nem precisa se preocupar!

Não precisa de advogado, não precisa de ir à audiência, não precisa esperar o processo acabar… Nada disso… A Liberfly oferece uma solução que desburocratiza todo o processo e agiliza o recebimento de uma compensação financeira para você.

A empresa te contata, avalia o seu caso e te faz uma proposta. Você aceita a proposta, recebe o seu dinheiro à vista em até 48 horas, direto na sua conta.

Aí é só seguir a sua vida, como se não tivesse ocorrido nada…

Você terá um dinheiro extra para gastar com o que quiser: pagar dívidas, comprar um novo celular e até fazer uma outra viagem!

A Liberfly, portanto, é uma ótima opção para você que:

  • Não quer se estressar com advogados
  • Não tem tempo para ficar indo a audiências
  • Não quer esperar anos para receber a compensação do seu problema
  • Não quer correr o risco de perder a ação

Já são mais de 20 mil clientes atendidos!

A Liberfly é uma empresa séria, transparente e preocupada com os problemas dos consumidores brasileiros. Não à toa, já foram mais de 20 mil clientes atendidos e 45 milhões de reais pago a pessoas que tiveram transtornos consumeristas.

É uma empresa confiável, com clientes satisfeitos, como se pode observar pela ótima reputação, excelentes avaliações e diversos relatos de clientes satisfeitas:

Eu tinha um caso de cancelamento de voo e o meu advogado me disse que eu demoraria em média 2 anos para tentar receber algo. Enviei meu caso pra LiberFly, eles analisaram e compraram o meu crédito no mesmo dia. Foi rápido, fácil e eu não precisei esperar nada. O trabalho da LiberFly é incrível.” João Guilherme Dias

“Eu tinha um caso de cancelamento de voo e o meu advogado me disse que eu demoraria em média 2 anos para tentar receber algo. Enviei meu caso pra LiberFly, eles analisaram e compraram o meu crédito no mesmo dia. Foi rápido, fácil e eu não precisei esperar nada. O trabalho da LiberFly é incrível.” Diego Scardine

“Maravilhoso!! Minha solicitação foi atendida rapidamente! Já recomendei para 05 pessoas e não ouvi reclamação! Nota 10!” Raquel Freire

Assim como os milhares clientes que já procuraram a Liberfly, você é um cidadão amparado pela lei. Dessa forma, possui à disposição várias formas de resolver o seu problema. Cabe a você avaliar qual será a mais vantajosa para você.

A escolha é sempre sua.

Fale com a gente!

Se mesmo depois de ler este o artigo, você ainda tem dúvidas se a Liberfly é a escolha certa para você, fale com a gente. Você pode preencher o formulário em nosso site para avaliar um problema que teve.

Preencha o formulário sem compromisso algum e gratuitamente. Em menos de 10 minutos você já saberá se pode receber pelo seu problema!

AVALIAR MEU CASO

Ou então você pode também falar diretamente conosco pelas nossas redes sociais:

LINKEDIN

FACEBOOK

INSTAGRAM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.